Na Casa Da Madrinha

Sentada nesta cozinha

estranha e ao mesmo tempo tão minha

desabo sobre este bloco

amarelo, acolhedor

aberto a qualquer autor.

 

Deixo aqui um registro chorado

desta  solidão tão crua e doce

do reconhecimento profundo

de que o sentimento querido

do amor entre mãe e filha

se torna tão grande,

tão belo,

que o corpo, a psicologia,

a mente do dia-a-dia

não capta completamente.

 

E toma a forma de choro

porque esta é a expressão

do que vem das profundezas

do sentido de unidade

e mesmo de solidariedade

entre dois seres parentes

ligados clara e veladamente

pelo fio de uma só alma.